///Uniformes com marcas de produtos não dão direito a dano moral

Uniformes com marcas de produtos não dão direito a dano moral

O TST manteve a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (BA) e firmou posição de que o uso de uniforme com marcas de empresas não dá ao empregado direito à indenização por dano moral.

Um ex empregado de supermercado que realizada a função de caixa, ingressou com ação pleiteando o recebimento de indenização, por supostamente ter promovido marcas de produtos que eram vendidos no supermercado, ao usar uniforme contendo nome e logotipo.

O argumento do empregado era de que não havia no contrato de trabalho previsão para uso de uniforme nestas condições, o que fez do empregado um “Promotor” das marcas sem receber contrapartida.

O TST, porém, decidiu por não dar provimento ao recurso do empregado, pois “ao ser contratado, o empregado adere a todas as condições estabelecidas pela empresa (inclusive, ao uso do uniforme)”.

Processo: RR-145-96.2014.5.05.0003

Fonte: AF Figueiredo – Cursos e Treinamentos

2020-04-22T17:38:37+00:00Notícias, Publicações|
WhatsApp CHAME NO WHATSAPP