///Recusa à cirurgia não afasta direito ao recebimento de pensão mensal

A 3ª Turma do TST, condenou uma empresa ao pagamento de indenização por danos materiais, na forma de pensão mensal, a uma trabalhadora que desenvolveu doença profissional. Segundo a Turma, o fato de ela ter recusado tratamento cirúrgico e fisioterápico para o tratamento das lesões não afasta o direito à reparação.

A ex- empregada alegou que trabalhava o tempo todo realizando movimentos repetitivos, sem que lhe fossem garantidas as condições de ergonomia necessária para as suas atividades.

O juízo de 1ª instância entendeu que o trabalho repetitivo foi uma das causas da piora do estado de saúde da empregada e que o empregador não provou ter zelado pela sua saúde. Porém, afirmou que a lesão poderia ser revertida por cirurgia e fisioterapia, o que foi recusado pela trabalhadora, que seria assim responsável por seu estado. O TRT manteve a decisão.

No TST, reconheceu-se que a mesma faz jus à pensão mensal vitalícia, uma vez que não existe prova científica de que a cirurgia reverteria a doença adquirida.

Acompanhem nossos canais para mais dicas.

Fonte: AF FIGUEIREDO

Participe dos nossos grupos do WHATSAPP e TELEGRAM para informações exclusivas sobre as áreas Trabalhista, Fiscal e Previdenciária.

Nós recomendamos o grupo exclusivo no Telegram, pois contém acesso a todo histórico das publicações anteriores e há grupo de discussões.

Grupos no WhatsApp e Telegram:

QUERO PARTICIPAR! GRUPO WHATSAPP / TELEGRAM
2020-10-22T12:23:57+00:00Notícias, Publicações|
WhatsApp CHAME NO WHATSAPP